orgasmos multiplos

como fazer sexo com orgasmos múltiplos

Relacionamento

Orgasmos múltiplos são motivo de dúvidas e mistério para homens e mulheres. Todas querem muito chegar lá, mas nem sempre conseguem. Como a sensação de orgasmo é muito subjetiva, muitas vezes fica difícil classificá-los, porém, de uma forma geral, orgasmos múltiplos acontecem quando a mulher goza mais de uma vez na sequência, em um intervalo que pode levar segundos ou até mesmo minutos.

Mas será que todas as mulheres são capazes de experimentar essa sensação? Para a sexóloga Carla Cecarello, a resposta é sim. Segundo ela, qualquer mulher tem capacidade de atingir o orgasmo múltiplo, basta que ela continue a ser estimulada. Para chegar lá ela explica que não existe uma posição mais recomendada. A mais indicada é aquela em que as mulheres têm mais prazer ou gostam mais.

Orgasmos múltiplos sexo

A masturbação também pode ser uma aliada para atingir os orgasmos múltiplos. Através da masturbação, a mulher vai descubrir os tipos de movimento e a intensidade que mais gosta de ser estimulada. Se conhecendo melhor, fica mais fácil de guiar o parceiro.

O grande problema, segundo a sexóloga, é que muitas mulheres têm dificuldade até para atingir o primeiro orgasmo, o que torna os passos seguintes muito mais difíceis. “A mulher que está em dúvida se já teve ou não um orgasmo, provavelmente não teve”, explica Carla. Outra dificuldade está na disposição da própria mulher. Para atingir os orgasmos múltiplos, ela precisa querer dar continuidade aos estímulos, o que nem sempre acontece, pois a relação pode ter sido cansativa e desgastante.

Para a sexóloga, o segredo para se sentir bem durante as relações e chegar ao ápice do prazer é se desligar de tudo e se entregar. “O orgasmo é uma questão totalmente psicológica. É entrega, é o momento em que perdemos a consciência em questão de segundos”.

De acordo com Carla, é importante lembrar, no entanto, que os orgasmos múltiplos não são necessariamente mais prazerosos do que um único orgasmo. Por a mulher já ter gasto muita energia, normalmente os orgasmos seguintes ao primeiro são mais enfraquecidos. (Fonte: Bolsa de Mulher)

4 dicas para alcançar orgasmos múltiplos

O problema é que muitas mulheres não conseguem sentir nem mesmo o primeiro orgasmo. Os motivos são diversos, eu já abordei o assunto em dois artigos bem interessantes aqui no blog, o guia prático para facilitar o orgasmo feminino e fatores que inibem o orgasmo feminino.

Apesar de incomuns, os orgasmos múltiplos não exigem uma condição especial: toda mulher sexualmente saudável pode chegar lá.

Antes de mais nada, vamos definir o que realmente são os orgasmos múltiplos….

O orgasmo, é o ápice do prazer na relação sexual. As reações são bem variadas, mas normalmente os músculos se contraem, há uma intensa sensação de prazer, e em seguida, há um período de relaxamento profundo, conhecido como período refratário, em que há uma queda rápida do nível de excitação, normalmente o corpo amolece e a musculatura relaxa.

Já os orgasmos múltiplos acontecem em sequência, na mesma transa, quando a mulher continua recebendo estímulos depois de um primeiro orgasmo.

Se a estimulação persiste durante todo o orgasmo e – o mais importante – ela estiver altamente excitada, em vez de entrar no período refratário, a garota pode experimentar picos sucessivos de intenso prazer.

O intervalo entre um orgasmo e outro varia em cada mulher e pode demorar segundos ou minutos.

Dessa forma, o orgasmo parece não cessar e durar muito mais. A impressão é que o clímax chega a um ápice inesgotável. Parece não ter fim – e, de fato, o desejo é esse.

Curiosidade: homens também podem ter orgasmos múltiplos?

Aqueles que praticam o tantra asseguram que sim, pois gozam sem ejacular. As características fisiológicas masculinas, no entanto, o fazem liberar a tensão com ejaculação e o induzem ao período refratário. Por isso, esse fenômeno é ainda mais raro entre eles.

Ou seja, vamos aproveitar essa vantagem e aproveitar esse poder fisiológico que só nós mulheres temos.

 

Entenda como é a sensação e saiba por que às vezes é melhor ter um só

“Senti isso na primeira vez que transei com o meu ex-marido, quando começamos a namorar. No sexto orgasmo ele perguntou: ‘impressão minha ou você está tendo vários?’”. Foi assim que Débora descobriu os orgasmos múltiplos, aos 28 anos. Até então a administradora, hoje aos 35, só tinha ido para a cama com outro namorado e nem sempre chegava ao clímax. “Acho que para ter muitos orgasmos depende do tesão, do envolvimento com o parceiro e o quanto você se conhece”, arrisca.

Os orgasmos múltiplos acontecem em sequência, na mesma transa, quando a mulher continua recebendo estímulos depois de um primeiro orgasmo. “Tenho vários seguidos, um mais fraco, um mais forte… No final meu corpo até treme”, relata Débora, que faz parte de uma minoria – ter orgasmos múltiplos é exceção na sexualidade feminina. “Muitas mulheres apresentam dificuldade para ter pelo menos um orgasmo, imagine vários”, diz a psicóloga e sexóloga Carla Cecarello.

Apesar de incomuns, os picos de prazer seguidos não exigem uma condição especial: toda mulher sexualmente saudável pode tê-los. Para algumas, porém, chegar lá vai ser mais fácil por conta de condições físicas ou psicológicas. “A sensibilidade de cada uma determina. As mais tranquilas e seguras têm mais chance, assim como aquelas que conhecem o próprio corpo”, explica Carolina Ambrogini, ginecologista, sexóloga e coordenadora do Projeto Afrodite da UNIFESP.A lógica da resposta sexual em homens e mulheres
O processo que leva uma pessoa ao orgasmo começa pelo desejo e continua com a excitação, que cresce até chegar ao clímax. Os homens têm uma queda rápida do nível de excitação depois que gozam, diferente das mulheres, que podem continuar por mais tempo nesse estágio. Quando isso acontece é possível manter os estímulos e chegar ao orgasmo de novo em um curto espaço de tempo. “É uma possibilidade da fisiologia da mulher, porque ela não volta para a estaca zero”, explica Ambrogini. Ela ressalta, porém, que na maioria dos casos a mulher não tem mais disposição para o sexo depois do primeiro orgasmo. “São liberadas endorfinas, dá uma sensação de relaxamento e elas cessam o estímulo”, diz.

Não existe receita para ter orgasmos múltiplos: vai depender da excitação da mulher, dos estímulos que recebe e da disposição em continuar as carícias por mais tempo. “Os orgasmos não são sempre iguais. Pode ser mais rápido, mais intenso”, explica Carolina. A urologista Sylvia Marzano concorda que não existe fórmula do prazer: “uma hora acontece”. E ele pode, inclusive, ser atingido apenas com a masturbação.

Nem sempre é melhor ter vários
Débora vê sua facilidade em sentir prazer por muitas vezes como um “presente”. “Acho que todo mundo deveria conseguir ter seus orgasmos”, diz. O consenso entre os especialistas, porém, é que a vida sexual plena de uma mulher não depende necessariamente da quantidade de orgasmos. Marzano resume a expectativa feminina: “Existem mulheres que querem isso por achar que é mais importante e erótico”, conta. Mas ter um orgasmo apenas, por exemplo, pode ser mais intenso que vários em sequência. “Nem sempre representa o prazer máximo”, completa.

Para Ambrogini, o importante é que a mulher saia satisfeita da relação. “Se tiver muitos, ótimo. Caso contrário, não significa que ela é inferior”, conclui.

Como ter orgasmos múltiplos de acordo com a ciência

Siga essas 5 dicas tiradas de um estudo feito por uma universidade norte-americana

O site OMGYES (lá homens e mulheres dividem suas experiências sexuais) e o Instituto Kinsey, da norte-americana Universidade de Indiana (especializado em sexualidade) se uniram para fazer uma pesquisa sobre orgasmos múltiplos. Os profissionais envolvidos entrevistaram mais de 2 mil mulheres para saber sobre o comportamento, práticas sexuais e, claro, muito prazer. A partir dos resultados é possível ter o caminho do oooohhhhh.

 

1. Depois do orgasmo, não toque no clitóris

Mais da metade das mulheres entrevistadas que têm orgasmos múltiplos disseram não suportar qualquer carícia no clitóris após o primeiro. “Às vezes a gente ouve relatos de mulheres dizendo que elas acham que não conseguiriam chegar ao clímax novamente pois o clitóris está muito sensível”, disse Lydia Daniller, uma das fundadoras do OMGYES ao site da COSMO EUA. Uma das usuárias do site sugeriu estimulação nos lábios para o segundo round.

 

2. Não repita a lição

Você pode achar que para ter o segundo (o terceiro, o quarto…) orgasmo tem que fazer exatamente o que fez para atingir o primeiro. Além da sensibilidade no clitóris, seu corpo já está superaquecido e precisa de algo diferente para o segundo round. É preciso começar tudo de novo, como se o primeiro não tivesse rolado, mas de um jeito diferente, entendeu?

 

3. Tente fazer o “sanduíche de clitóris”

Uma das mulheres entrevistadas revelou como ela chega ao segundo orgasmo logo em seguida do primeiro: “Um das coisas que aprendi com um ex-namorado é apertar os lábios, como se fosse um ‘sanduíche de clitóris’ e fazer movimentos sempre com a parte interna da coxa fazendo força.”

 

4. Dê instruções específicas ao gato

Os pesquisadores perceberam que as mulheres que têm orgasmos múltiplos conhecem o que dá prazer e sabem pedir ao parceiro. Para eles, a masturbação é fundamental para saber o que te dá prazer, quais os pontos do corpo são mais legais de tocar…

 

5. Pratique, pois fica melhor sempre

Rob Perkins, outro fundador do OMGYES, disse à COSMO EUA que algumas mulheres entrevistadas só conseguiram ter orgasmos múltiplos quando ficaram mais velhas. Claro, elas já tiveram mais parceiros, mais experiência e conhecem bem suas vaginas!  Por isso, aqui vai uma lição nada difícil: pratique!

 

Não se cobre muito

Múltiplos orgasmos não é para todas, infelizmente. Não é um defeito de sua vagina ou de seu clitóris se não rolar com você. Por isso, se você tentar todas as dicas acima e não nada, não se preocupe. Afinal, nem sempre é possível chegar a ter um orgasmo, imagine múltiplos.

Orgasmos múltiplos

gostou ? quer saber mais click abaixo

orgasmo multiplo

click aqui para ver o video de sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *